O dom da Vida Consagrada


 26/08/2018 - Escrito para o Correio da Paraíba

Neste mês de agosto, a Igreja também celebra com profunda gratidão e alegria a vida religiosa. São homens e mulheres que, desde os primórdios do evangelho, dedicam-se integralmente ao serviço da Igreja e da humanidade. Tão recentemente o Papa Francisco dedicou todo um ano para celebrar o dom da vida consagrada, convocou os religiosos à confissão, com humildade e confiança em Deus, a fazerem uma revisão de suas vidas, para que pudessem viver a constante experiência do amor misericordioso do Senhor.

Muitos de nós, ao longo de nossa história de fé, tivemos algum contato com freiras, frades e religiosos de uma forma geral. São pessoas que um dia receberam o chamado de Deus e se puseram livremente ao serviço do Reino de Deus, doando a própria vida de maneira exclusiva. Os religiosos têm a missão radical de seguir Jesus Cristo pela profissão solene dos votos (Obediência, Pobreza e Castidade), devem segui-Lo mais proximamente, fazendo com que seu testemunho de vida possa mostrar a alegria da fé a todos os homens e mulheres de cada época.

Um dos grandes pilares da vida religiosa/consagrada é a dimensão da vida comum entre eles. O Papa Francisco exorta estes a viver com paixão o presente: "Viver com paixão o presente significa tornar-se 'peritos em comunhão', ou seja, testemunhas e artífices daquele projeto de comunhão que está no vértice da história do homem segundo Deus". O Papa ainda acredita que "numa sociedade marcada pelo conflito, a convivência difícil entre culturas diversas, a prepotência sobre os mais fracos, as desigualdades, somos chamados a oferecer um modelo concreto de comunidade que, mediante o reconhecimento da dignidade de cada pessoa e a partilha do dom que cada um é portador, permita viver relações fraternas." As relações fraternas da vida comum dos consagrados são uma lembrança para nós de que devemos viver em comunhão, partilhando mutuamente a vida.

Os consagrados são aqueles que, no coração da Igreja e do mundo, não se cansam de testemunhar a beleza de seguir Cristo com grande alegria, oferecendo seus sacrifícios e energias, pois Cristo "não tira nada, Ele dá tudo. Quem se doa por Ele, recebe o cêntuplo. Sim, abri de par em par as portas a Cristo e encontrareis a vida verdadeira." (Bento XVI) Que Nossa Senhora, a perfeita modelo de seguimento a Jesus Cristo, guarde os nossos consagrados na escolha perene e feliz do sim a Deus e aos homens.


Dom Manoel Delson
Arcebispo da Paraíba

Contatos

  •  Endereço: Palácio do Carmo - Praça Dom Adauto, s/n
    Centro - João Pessoa (PB)
  •  Fone:(83) 3133-1000
  •  E-mail: curia@arquidiocesepb.org.br

Mídias Sociais

Facebook Instagram

© Mitra Arquidiocesana da Paraíba – Todos os direitos reservados